Search
TwitterPinterest
24/8/2021
Alimentos

Como apps podem ser aliados do emagrecimento saudável

Aplicativos podem ajudar a entender o “porquê” e o “como” de hábitos alimentares, mas sem te deixar obcecado por contar as calorias da dieta.

Ana Beatriz Rosa
mulher mexendo no celular e pensando em comida

Basta uma rápida pesquisa na internet para ser bombardeado com inúmeras opções de ferramentas e tecnologias que prometem auxiliar a perda de peso e o emagrecimento

Mas será que os aplicativos de rotina alimentar e contagem de calorias são boas estratégias para a nossa saúde?

Embora se saiba que o controle do peso está diretamente associada à qualidade nutricional de uma alimentação, os profissionais de saúde reforçam a necessidade de um aprendizado em relação aos nossos comportamentos alimentares. 

Nesse sentido, aplicativos podem ajudar as pessoas a entender o “porquê” e o “como” de seus hábitos alimentares. 

Um estudo publicado em 2016 na revista Nature indicou que 77,9% dos participantes relataram uma redução no peso corporal no período em que fizeram uso de um aplicativo que combina inteligência artificial e princípios da psicologia para auxiliar os usuários a transformarem a sua relação com a comida. 

“O app é capaz de ajudar as pessoas com informação e tem esse papel de ser um apoio educacional. Mas não pode dominar todas as suas decisões alimentares ou ocupar o lugar de um nutricionista, por exemplo”, explica a nutricionista Camila Castello, do Time de Saúde da Alice.

“O aplicativo se torna uma boa estratégia para entendermos melhor a alimentação e como ela está sendo distribuída ao longo dos dias; assim, é possível observar padrões e lacunas nutricionais”, detalha.

Quando contar calorias se torna prejudicial

Por outro lado, a nutricionista chama a atenção para os tipos de aplicativos que têm como objetivo apenas monitorar os alimentos ingeridos e as suas calorias, sem uma visão mais integrada da rotina alimentar como um todo. Esse tipo de ferramenta, que explica a tabela nutricional de cada alimento, não deve se tornar uma obsessão. 

“Existem aplicativos que cumprem essa função do ‘alarde’. Ao inserir que consumiu uma cerveja, por exemplo, o usuário toma conhecimento do quanto aquela cerveja (ou duas ou três) impacta no seu plano de emagrecimento. O perigo está em como a gente faz uso dessa informação: ela pode nos ajudar a tomarmos decisões mais equilibradas ou servir de gatilho para a nossa ‘polícia alimentar’”, argumenta.

Aqui, o grande desafio, segundo a nutricionista, é entender o balanço entre ter consciência das melhores escolhas alimentares, mas sem abrir espaço para categorizar alimentos como “heróis” ou “vilões”

“A ‘polícia alimentar’ é quando a gente passa a se autovigiar o tempo inteiro. Quando você usa as informações sobre os alimentos para se podar e não se permitir, isso é ruim, porque a restrição pode se tornar gatilho para distúrbios alimentares”, ressalta. 

Mais do que focar apenas em fornecer os dados calóricos e nutricionais, é importante compreender os hábitos alimentares de cada um por meio do app. Assim, cada pessoa pode melhorar a sua relação com a comida e transformar a “polícia alimentar” em um verdadeiro aliado. 

Conheça 4 aplicativos aliados do emagrecimento saudável:


Se inscreva na

newsletter alice

com conteúdo que faz bem

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.